domingo, 7 de junho de 2009

O Amor e a Poesia

Faz hoje 719 anos (em 1290) que faleceu Beatrice Portinari, musa de Dante Alighieri. Mal sonharia a dama que iria representar para sempre uma das mais cantadas formas de amor na voz de um dos mais extraordinários poetas de todos os tempos. Ela foi a própria simbologia do amor, de um amor cristalino e divinal e por isso Dante exaltou Beatrice de uma forma cortês, escrevendo não poder compará-la com outra mulher, e por isso chama-a de beatitude nobilíssima, fazendo referência a algo puro e nobre que não se pode comparar. Beatrice e esse amor aparece como a justificativa da poesia e da própria vida, quase se confundindo com as paixões políticas, igualmente importantes para Dante Alighieri. É sob o signo desse amor que Dante deixará a sua excepcional marca distintiva no Dolce Stil Nuovo e em toda a poesia lírica italiana, vindo a abrir caminho aos poetas e escritores que se lhe seguiram para desenvolverem o tema do Amor (Amore) que, até então, não tinha sido cantado e enfatizado tão profundamente.
..................Dante e Beatriz, Marie Spartali Stillman (1844-1927)
[É TÃO GENTIL E TÃO HONESTO O AR]
.
É tão gentil e tão honesto o ar
de minha Dama, quando alguém saúda,
que toda boca vai ficando muda
e os olhos não se afoitam de a fitar.
.
Ela assim vai sentindo-se louvar
na piedosa humildade em que se escuda,
qual fosse um anjo que dos céus se muda
para uma prova dos milagres dar.
.
Tão afável se mostra a quem a mira
que o olhar infunde ao coração dulçores
que só não sente quem jamais olhou-a.
.
E quando fala, dos seus lábios voa
Uma aura suave, trescalando amores,
que dentro d'alma vai dizer: "Suspira!"
...........................DANTE ALIGHIERI
(Tradução: Augusto de Campos)

2 comentários:

gabriela rocha martins disse...

não concordando ,de todo ,com a letra da canção - La donna e mobile - ( calo.me ,de imediato ,para não fomentar polémicas ,ditas ,feministas )rendo.me ,todavia ,ao lirismo de Dante e às nobilíssimas vozes


.
um beijo

João Rasteiro disse...

Gabriela, confesso que nem conheço a letra, coloquei a música pelo título, apenas, como símbolo da "Dona" Beatrice e porque gosto imensso do canto lírico.
Bjs. amigos/amiga,

joão rasteiro