sábado, 8 de agosto de 2009

the war of life

......................Raul Solnado (19/10/2009 - 08/08/2009)

A arte da guerra

Então surgiu um homem sufocado
com a boca semeada de lascas de pedras
na eterna idade das erícias o terrível lugar.

Deus é deus
esteja lá onde estiver e
o poeta moribundo preso na teia
por canais subtis na boca dos líquidos
segredos que fermentaram a cega luz
para matar a palavra sob os bichos cintilantes.


Deus é deus
seja lá ele quem for e
o chão de onde saíram os demónios
é o eixo de mármore implacável
a carne as pedras mais pontiagudas
vísceras como ele sangue límpido terra e pó.

Deus é deus
queira lá ele o que quiser e
a língua é como um véu transparente
uma criatura viva de bocas vivas
promessas de dois pilares cravados na sílaba
ungida batalha a fala que respira antes da morte.

Deus é deus
invente lá ele o que inventar.
Batalha é horto
ocorra ela onde ocorrer.
Espelho em mim
espelho em que ousar
viver – vivo como o oficio inquieto.

A celebração continua agora desfocada
numa zona de caça rudimentar e desfechada
onde as palavras escorridas se devoram entre si.
.................................................João Rasteiro

http://pt.wikipedia.org/wiki/Raul_Solnado
http://www.macua.org/biografias/raulsolnado.html
http://www.youtube.com/watch?v=htvVRM4K8MY&feature=related
http://jn.sapo.pt/PaginaInicial/Cultura/Interior.aspx?content_id=1329587

1 comentário:

gabriela rocha martins disse...

da palavra ao acto
do acto ao palco
a vida e a MEMÓRIA

( aos AMIGOS )



.
um beijo