quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

FELIZ 2010

XV

.tudo se transmutou no equilíbrio do caos. o mundo acordou sob a vigilância dos modernos alfabetos envoltos num alvéolo de fosforescente metal. e uma recente e definitiva espécie de criaturas que se distanciam dos sonhos da sílaba mística irrompe das galáxias prenhes da lógica dos algarismos. e são empoadas de extraordinárias preeminências biológicas relativamente aos primitivos organismos com coração e lágrimas. agora o pó envolve em espirais de névoa a aniquilada estátua de adriano. a partir dos seus olhos os besouros-do-fumo procuram a visibilidade da cidade. o escaravelho sagrado. aí se bifurca o novo dialecto dos heróis. a profecia dos poetas eclodiu como castigo etéreo.

JOÃO RASTEIRO - In, DIACRÍTICO (Inédito - a publicar em 2010)

3 comentários:

alice disse...

votos de um bom ano, joão. beijinho*

gabriela rocha martins disse...

com os dois pés ,finalmente ,bem assentes em 2010 ,desejo.te um ano de plena criatividade

tudo o mais são pequeninos nadas....
( ainda estou à espera do retorno da mensagem enviada a 30 .só desculpável ,porque ,cabeça tonta ,não a assinei.....mas que era bonita ,era! )


.
um beijo

João Rasteiro disse...

Gabriela, não sei se por não vir assinada, ou por desatenção minha, possivelmente essa mensagem foi para o lixo, mil desculpas, mas, podes enviar outra vez que eu lerei com atenção. Bjs.(logicamente, também extensivos à Alice, até porque vocês as duas irão estar em Fevereiro no Porto, tendo em conta o debate Ciência-Poesia, certo?),

joão