domingo, 7 de setembro de 2008

Sílaba e Verbo


Plenitude

.............Deus não é a palavra Deus (…)

..................E Deus é tudo isso.

.............................Carlos Nejar

.

Nazaré não é a palavra Nazaré

e amieiro

a palavra amieiro.

.

O amor, na palavra amor.

.

Há uma utopia

que não entra

na palavra utopia.

.

Nazaré não é a sílaba de Nazaré

e andorinha

a sílaba de andorinha.

.

A luz, na sílaba luz.

.

Há uma árvore

que não entra

na sílaba de árvore .

.

Nazaré não é o verbo Nazaré

e pomba

o verbo pomba.

.

O sonhar, no verbo sonhar.

.

Há um caminhar

que não entra

no verbo caminhar.

.

E Nazaré é simplesmente tudo isso.


PUCCINI - MADAME BUTTERFLY

2 comentários:

vaandando disse...

Belíssimo poema, João!
A impossibilidade de dizer !
Abraço
JRMarto

João Rasteiro disse...

...mas a possibilidade de cantar a amizade. Um grande abraço Zé.
joão