sábado, 6 de dezembro de 2008

Exalação

...........................Sebastião Salgado
1.

No íntimo do caos
o corpo flutua
no infinito desigual
dos últimos milénios
às vezes troca de morada
e na casca trémula da pedra
ensaia uma fuga abstracta
em volta do seu corpo
um poder feminino
o misterioso feminino que dizem
ser no mistério dos cânticos
uma pequena concha imortal.
4.
Na sedução do rosto onde ardem os lírios
no espelho em cuja solidão se vê o homem
um Deus reduziu a nada a memória que
por dentro do forro do linho se escoa.
João Rasteiro
In, Respiração das Vértebras (2001)
...................Janis Joplin - Piece of my heart

1 comentário:

gabriela rocha martins disse...

"Na sedução do rosto onde ardem os lírios
no espelho em cuja solidão se vê o homem
um Deus reduziu a nada a memória..."

e a POESIA [re]dimiu.se.........

.
.
.
.
.um beijo